Dia do Banco com Valores

A Banca Ética compromete esforços

para combater as mudanças climáticas

a partir de finanças sustentáveis

Publicação
3 de novembro de 2021
Chile

Os 67 bancos baseados em valores em 40 países celebram o Dia do Banco com Valores, hoje, 3 de novembro, para promover um sistema financeiro mais sustentável e inclusivo.

Na véspera da Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima em Glasgow (COP-26), a Banca Ética Latinoamericana junta-se à convocação dos principais bancos de valor do mundo para promover mudanças estruturais para lidar com a crise climática. Os 67 bancos, posicionados em 40 países, celebram o Dia do Banco com Valores, hoje, 3 de novembro, para exigir um sistema financeiro mais sustentável e inclusivo.
María Eugenia Fraga, responsável pela Área de Meio Ambiente da Banca Ética Latinoamericana, está “certa de que para resolver o problema das mudanças climáticas é necessário acompanhá-lo a partir das finanças, trabalhando em equipe e com uma compreensão abrangente dos impactos que todos nós geramos ao ambiente ”.
Ela destaca que a Banca Ética Latinoamericana trabalha para o clima e a proteção da biodiversidade, gerenciando financiamentos para empresas e organizações que pretendem transformar e gerar impacto positivo na sociedade e no planeta.

Francisco García, gerente de estratégia setorial, afirma que a Banca Ética pode ajudar na questão do clima com mais ações e menos palavras. E uma ação muito específica é alcançar a neutralidade de carbono até 2030. “Primeiro, medindo e quantificando a pegada de carbono de todo o nosso trabalho e, em seguida, projetando um plano estratégico para atingir a meta. Nesse sentido, é importante quantificar as ações que realizamos no dia a dia, a fim de reduzirmos as emissões de gases-estufa no futuro. É urgente que todas as organizações, em particular aquelas que estão relacionadas às finanças, se apressem neste objetivo”.

Juan Pablo Baraona, responsável por Educação e Cultura, diz que a Banca Ética Latinoamericana apoia projetos tanto na Educação quanto nas Indústrias Criativas e no Turismo Comunitário, que promovem práticas sustentáveis.

“Neste Dia Mundial do Banco com Valores, da área de Educação e Cultura queremos trabalhar com você para apoiá-lo em seu trabalho de mitigação dos efeitos das mudanças climáticas. Entre em contato conosco ”.

Desafios estruturais na América Latina

Iranise Pedro, responsável por Desenvolvimento Social da Banca Ética Latinoamericana, destaca o trabalho desta organização para contribuir para a solução dos principais desafios estruturais da América Latina.

“As mudanças climáticas e a má distribuição de renda são os maiores desafios” e, portanto, “o centro de nossa ação”.

A Banca Ética Latinoamericana busca empresas que ofereçam soluções nas áreas de Educação e Cultura, Desenvolvimento Social e Meio Ambiente, e é uma ponte com investidores conscientes.

“Fazemos chegar o dinheiro para empresas e organizações que promovem a regeneração e inclusão ambiental para que essas soluções sejam fortalecidas e divulgar essas soluções pelo mundo ”, conclui.

O dinheiro pode e deve ser canalizado para esses projetos.

Uma melhor resposta às mudanças climáticas

Os bancos membros do Gabv já abordam as alterações climáticas através de um conjunto abrangente de medidas, sendo a mais transversal e necessária delas a sensibilização dos seus clientes para ajudá-los a transformar ou se adaptar às alterações climáticas, dotando-os de capital, finanças, conhecimento e recursos .

Compartilhar nas redes: